segunda-feira, 7 de janeiro de 2008

CÉLULAS TRONCO: questões éticas e religiosas

As pesquisas e os tratamentos com células tronco recebem fortes críticas de diversos setores da sociedade.A obtenção de células tronco embrionárias resulta na destruição do embrião.
Para muitas pessoas, principalmente religiosos, o sacrifício de um embrião humano para a retirada de células tronco é um crime contra a vida, comparável ao aborto.
É importante ressaltar que os embriões utilizados nas pesquizas com células tronco são embriões descartados e congelados nas clínicas de reprodução assistida(inviáveis para serem implantados num útero, e que portanto não se desenvolveriam em um novo indivíduo).
Consederando-se este fato, cientistas e médicos defensores da terapia com células questionam: é justo deixar morrer uma criança ou um jovem portador de uma doença degenerativa letal para preservar um embrião cujo o destino é o congelamento eterno ou o lixo?
Conclui-se que as terapias com células tronco são muito premissoras , mas obstáculos técnicos e éticos significantes precisam ser superados para que o milagre esperado pela manipulação dessas células possa ser alcqançado.

Jornal: Vestibular Em Foco/reportagem feita com o Prof. Caio Moreno

Nenhum comentário: